Ano VIII - nº 21  |   jan-abr de 2016  |   ISSN 1983-2354
» Moçambique

Venenos de Deus, remédios de Bartolomeu

Estudante da UFOP faz uma breve análise do romance "Venenos de Deus, Remédios do Diabo", do escritor moçambicano Mia Couto, com foco especial no personagem Bartolomeu Sozinho. Leia Mais »

Moçambique hoje: antologia da novíssina poesia moçambicana

Antologia inédita, organizada por Ricardo Riso e com ilustrações de João Paulo Quehá, fotografias de traz aos leitores as letras e vozes de jovens poetas moçambicanos. Leia Mais »

Os mistérios das bermas do mundo: Jesusalém, de Mia Couto

Romance moçambicano, Jesusalém, repleto de simbolismos e contestatação é tema de resenha de doutor em Literatura Comparada. Leia Mais »

Tecendo os fios da espera: um estudo sobre "A velha e a aranha", de Mia Couto

Docente de língua portuguesa da IFRN analisa conto do escritor moçambicano e destaca características marcantes desta escrita. Leia Mais »

O ideário construtivo em Terra Sonâmbula.

Estudante ao analisar obra de Mia Couto, traz para o centro da discussão o comportamento de seus personagens em múltiplas facetas criativas deste autor moçambicano Leia Mais »

História e mito em "O dia em que explodiu Mabata-bata", de Mia Couto"

Mia CoutoAnálise destaca o contexto conflituoso de pós-independência e de guerra civil em Moçambique. Leia Mais »

O outro pé da sereia: uma viagem no tempo-espaço

Estudante analisa literatura moçambicana, destacando o jogo entre história e ficção através de duas cidades fictícias, Vila Longe e Antigamente e de duas personagens D. Gonçalo da Silveira e Mwadia Malunga, criados por Mia Couto. Leia Mais »

Noémia de Souza: modulação de uma escrita em turbilhão

Noemia SousaA estudante de letras Carla Maria Ferreira Souza (UFBA), analisa a obra ficcional da poetisa Noémia de Sousa, e nos mostra como as produções poéticas dessa escritora surgem interligadas com as questões políticas e históricas de Moçambique. Leia Mais »

Vozes d’África e as incertezas fabricadas: uma releitura do conto “Entrada no céu”

Segundo Andrade a "releitura dessa obra acaba por revelar a vozes d’África que expressam a dor de ser negro e as incertezas fabricadas ao longo do tempo, porém, evidenciam a importância da literatura africana como objeto de conhecimento que valoriza iniciativas de combate ao racismo e discriminações". Leia Mais »

Palavra e identidade em Mia Couto

Doutor em lingua portuguesa reflete sobre a palavra criadora e fundadora da nova realidade cultural e identitária moçambicana nas obras do escritor Mia Couto. Leia Mais »

Murmúrios e sonambulismo em terras moçambicanas

Lidia JorgeOs romances A costa dos Murmúrios, da portuguesa Lídia Jorge, e Terra Sonâmbula, do moçambicano Mia Couto são objetos de comparação da pesquisadora Josilene Silva Campos. Leia Mais »

Direito e moral em “Ualalapi”

Disputa pelo poder, manipulação, modificação de regras e as tradições são temas de reflexão trazidos pela obra de Khosa, autor moçambicano, no olhar de Esmeralda Martinez, da Universidade Clássica de Lisboa. Leia Mais »

O narrador oblíquo de Mia Couto: "Venenos de Deus, Remédios do Diabo

As peculiaridades da escrita do moçambicano Mia Couto e a trama de um romance marcado pela ambivalência, característica da transição entre o colonialismo e a independência são temas de análise de Anselmo Peres Alós, doutor em Literatura Comparada e colaborador do Centro Cultural Brasil-Moçambique, na cidade de Maputo. Leia Mais »

Tiros ao alto

Domi ChirongoConto do escritor moçambicano Domi Chirongo revela o devastador cotidiano da guerra fratricida patrocinada pela África do Sul e EUA que arrasou a nação. Leia Mais »

Histórias Lusófonas das Margens do Índico: As Mãos dos Pretos - Antologia do Conto Moçambicano

Antologia organizada por Nelson Saúte e que reune 24 contistas moçambicanos é tema de análise de Anselmo Peres Alós. Leia Mais »

Balada de amor ao vento: questionamentos sobre as tradições moçambicanas

Paulina Chiziane

Análise do romance da escritora Paulina Chiziane é pano de fundo para a compreensão da figura feminina na sociedade moçambicana. Leia Mais »

A reconfiguração da identidade nacional moçambicana representada nos romances de Mia Couto

Discursos sobre a identidade nacional são temas de historiadora ao analisar os romances "Terra Sonâmbula", "A Varanda do Frangipani" e "O Último Voo do Flamingo", do escritor Mia Couto.Leia Mais »

Arquitecturas do Abandono: espaço-tempo, ruína e memória em O Outro Pé da Sereia, de Mia Couto

Uma obra marcada pela descrição disfórica provocada no eixo tempo-espaço da memória do colonial e da realidade pós-colonial

A tradição oral em Niketche: movimentos e ritmos vitais na dança do amor

A personagem Rami conta a sua estória de vida e pelas margens da poligamia abre o caminho para discussões acerca das estruturas, das crenças, costumes e dos alicerces sociais de Moçambique.

Alguns voôs em "O último voô do Flamingo"

Obra do moçambicano Mia Couto é analisada por Letícia Pereira de Andrade, sob a perspectiva das teorias da narrativa na contemporaneidade.

Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra: entre as tramas da tradição e a urdidura da modernidade

Pesquisadora destaca a interseção entre as culturas europeia e africana e seus reflexos nas novas manifestações dos fenômenos culturais, trazidos pela obra de Mia Couto. Leia Mais »

A condição feminina em contos de Suleiman Cassamo

Baiana
Doutoranda em Literatura e Cultura analisa a condição feminina em dois contos do livro "O Regresso do Morto", do escritor moçambicano Suleiman Cassamo. Condições de opressão e de resistência são os pontos de partida desta reflexão. Leia Mais »

Cruzando olhares: figurações do narrador em “As duas sombras do rio”

Doutoranda em Estudos comparados, pela USP, analisa obra do escritor e historiador moçambicano João Paulo Borges Coelho. O romance percorre os diferentes momentos históricos que marcaram o período da colonização de Moçambique. Leia Mais »

Arquitecturas do Abandono: espaço-tempo, ruína e memória em O Outro Pé da Sereia, de Mia Couto

Pesquisador da Universidade de Letras de Lisboa analisa a construção do espaço-tempo em obra marcada pela descrição disfórica, associada à ruína e à desfuncionalização, provocadas no eixo tempo-espaço da memória do colonial e da realidade pós-colonial. Leia Mais »

As mãos dos pretos

Conto do moçambicano Luís Bernardo Honwana, publicado no livro "Nós matamos o cão tinhoso", é tema de resenha. Leia Mais »

Cantar dos sonhos: a representatividade lírica no panorama literário moçambicano

Nelson Saute

Através da análise das obras de Glória de Sant’Anna, Nelson Saúte, Eduardo White e Mia Couto, o autor salienta o caráter distópico e particular da literatura moçambicana. Leia Mais »

Cruzando olhares: figurações do narrador em “As duas sombras do rio”

Baiana
Doutoranda em Estudos comparados, pela USP, analisa obra do escritor e historiador moçambicano João Paulo Borges Coelho. O romance percorre os diferentes momentos históricos que marcaram o período da colonização de Moçambique. Leia Mais »

» Brasil

Severo D'Acelino e a produção textual afro-brasileira

Severo D'AcelinoRosemere Ferreira da Silva, doutoranda em Estudos Étnicos e Africanos, da UFBA, nos traz a trajetória de formação intelectual do escritor Severo D'Acelino e suas intervenções nas atividades culturais sergipanas. Leia Mais »

Algumas implicações do diálogo negro e samba

sambistaDoutor em Ciência da Literatura - Poética, analisa o samba enquanto fonte de informação, de patrimônio e de relações humanas e históricas. Destaca os processos de resistência, ressignificação, silenciamentos e invisibilidades. Leia Mais »

Poesia acima de tudo

Homenagem ao poeta e pesquisador Oliveira Silveira

Solano Trindade

Militância, ancestralidade, memória e tradição.

Cuti

"O afro-brasileiro que tornou-se referência no panorama literário, social e intelectual brasileiro".

Tradição Oral: Pétalas da fala transmitidas por caboclos e pretos-velhos

André Sampaio reflete sobre ruptura X tradição, purismo X pluralidade e traz a riqueza da oralidade transmitida pelo povo e pelos santos da Umbanda Leia Mais »

Conceição Evaristo – Poemas da recordação e outros movimentos

Conceição_EvaristoTexto destaca antologia poética da escritora Conceição Evaristo, principal voz feminina da literatura afro-brasileira. Leia Mais »

Coité: o vendedor de sonhos

"...Essa saudade é muito BONITA. A mais bonita que tenho. É a saudade do altar de meu avô Bantô. Era todo feito de conchas, iluminadas por umas velas coloridas, coloridas. De noite ele me contava, perto do altar, histórias de longe, do povo dele, que diz que ficava do outro lado do Oceano..." Leia Mais »

Verso ou poesia?

"...O verso come a tristeza pelo meio e pelas beiradas e quando se vê só restou uma pontinha dela para quem quiser ver..." Leia Mais »

Arte, Negro: concreto mundo / Art, Negro: concrete world

"...Mas, fazer arte é também ser negro e escrever mundos Sem palavras e com palavras. Ser negro é escrever no espírito Com mãos e corações invisíveis..."Leia Mais »

Minha Avó

Poema do escritor Lasana Lukata a partir de traços da memória afro-brasileira denuncia a condição da mulher negra marcada pela opressão e violência. Leia Mais »

Discursivização da categoria tempo e construção identitária em Yayá Massemba

Os autores utilizam diferentes recursos de análise, fazendo dialogar elementos da Teoria do Discurso e da Semiótica Francesa, a fim de descrever de que modo a construção identitária do homem afro-diaspórico é realizada, através do discurso poético em "Yayá Massemba", música e letra de Roberto Mendes e Capinam Leia Mais »

Filosofia Africana na Poesia Afro-brasileira

As poesias Linhagem e Batuque, de Carlos de Assumpção e Canto dos Orixás ,de Kaiámiteobó são trazidas pelo autor para a reflexão sobre a ancestralidade, a diversidade e a integração nas manifestações poéticas afro-brasileiras Leia Mais »

África e Africanidades

Julio Cesar Freid'SilPoeta e escritor Júlio César Freid’Sil destaca a iniciativa desta revista como um importante instrumento de conscientização e divulgação das questões étnicorraciais. Leia Mais »

Vozes e versos na festa quilombola dos Kalunga

Homem Quilombola Kalunga (GO)O pesquisador Augusto da Silva Júnior (UnB) nos revela a memória afro-descendente e sertaneja, da Comunidade Quilombola do Kalunga, situada no nordeste do Estado de Goiás, onde práticas sincréticas conjugam religiões africanas e catolicismo popular. Leia Mais »

Legados africanos na poesia de autores afro-brasileiros

Assunção Sousa, pesquisadora da Universidade Federal do Piauí, destaca como o legado africano nos poemas de autores afro-brasileiros se apresentam como elementos ricos para a preservação da memória e valorização os costumes e ressignificação dos ancestrais e da presença negra na formação cultural brasileira. Leia Mais »

Por dentro do "Caroço de dendê: a sabedoria dos terreiros", de Mãe Beata de Yemonjá

Mae BeataAssunção de Maria Sousa e Silva reflete sobre valores e costumes da cultura dos orixás a partir dos contos de Mãe Beata. Leia Mais »

Capoeira angola e literatura popular: marcas da tradição oral afro-brasileira

Pesquisadora explora o universo da Capoeira Angola relacionando-o com o universo da Literatura de Cordel e destaca figuras como Pedro Cem, Riachão, Besouro, Pedro Mineiro, Valente Vilela dentre outros. Leia Mais »

Representações da cultura negra em Sortilégio II: O mistério de Abdias redivivo

Adbias NascimentoArtigo analisa as representações da cultura negra na obra Sortilégio II (Mistério Negro de Zumbi Redivivo), identificando a importância dos trabalhos do Teatro Experimental do Negro (TEN), fundado em 1944 por Abdias Nascimento, cujo interesse era problematizar parte da história de resistência de grupos negros no Brasil. Leia Mais »

» Estados Unidos

O púrpura e a lavanda: o womanism em A cor púrpura de Alice Walker

escritora Alice WalkerA partir da análise da literatura negra norte-americana, a autora analisa como os ideais do movimento abolicionista dos homens negros e do movimento feminista das mulheres brancas influenciaram no surgimento de um grupo que buscava a libertação tanto das ideologias racistas como das sexistas. Leia Mais »

» O negro na Literatura Infantil

E quem disse que Chapeuzinho Vermelho não pode ser negra?

Pedagogo destaca o preconceito racial presente nos contos infantis e relata experiência vivenciada num espaço educativo não-formal com crianças de idade entre 5 e 6 anos e o uso do teatro como metodologia para a desconstrução de preconceitos e estereótipos. Leia Mais »

O uso da literatura de base africana e afrodescendente junto a crianças das escolas públicas de Fortaleza: construindo novos caminhos para repensar o ser negro

Pesquisa revela que docentes apresentam dificuldades em lidar com conflitos raciais no cotidiano escolar, por exemplo, diferenciar manifestações racistas de simples brincadeiras infantis. O estudo também analisa como a literatura pode possibilitar docentes e estudantes produzirem novos conceitos sobre o ser negro. Leia Mais »

Literatura africana e afro-brasileira: uma experiência de pesquisa com crianças

Pesquisa aponta a fragilidade da instituição escolar em abordar conteúdos sobre aspectos históricos e culturais da população negra e de mediar conflitos frente às manifestações racistas de alunos. Leia Mais »

O negro na literatura infantil: apontamentos para uma interpretação da construção adjetiva e da representação imagética de personagens negros

Irmãos lendoEm que medida estamos utilizando o texto literário para reflexão crítica de valores culturais, étnicos e morais e em que medida estamos apenas reafirmando valores, padrões e morais da cultura dominante? Leia Mais »

Questões de literatura infantil e afrodescêndencia: o poder de ação do personagem negro nas áreas de decisão da narrativa

Irmãos lendoA produção literária infantil, o risco da estereotipagem de personagens negros e valorização dos mesmos como protagonistas são temas analisados pelo pesquisador e professor Valdinei José Arboleya. Leia Mais »

» Jamaica

The arts of resistance in the poetry of Linton Kwesi Johnson

Linton Kwesi JohnsonEstratégias de resistência diaspórica e hibridismo cultural nas obras do poeta britânico-jamaicano Linton Kwesi Johnson (LKJ), para subversão do poder hegemônico, são trazidas pelo artigo de Jair Luiz França Júnior. Leia Mais (Texto em inglês)»