Ano XII - nº 31  |   agosto 2019   |   ISSN 1983-2354

Português afro-brasileiro de Rio das Rãs: marcas de plural na configuração sintagmática

Variação linguística da comunidade rural quilombola de Rio das Rãs, no município de Bom Jesus da Lapa – BA é tema de estudo de pesquisadores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Leia Mais »

Liberdade e equidade em perspectiva cristã: por uma teologia progressista e negra na América Latina: O caso do Discipulado Justiça e Reconciliação e Nossa Igreja Brasileira/RJ.

Artigo analisa modelos de atuação evangélicas no Rio de Janeiro que apresentam uma teologia negra e progressista direcionada a práticas que reconhecem a singularidade do legado afroamericano e afrolatino e que levam em conta as realidades políticas e sociais dos não brancos. Leia Mais »

O racismo no Brasil, O Movimento Negro e a Lei 10.639/03

Debate em torno do racismo estrutural, do protagonismo do movimento negro, das políticas de ação afirmativas e da ação dos docentes são alguns pontos relevantes trazidos por este artigo para se refletir sobre os desafios da população negra no Brasil. Leia Mais »

Africanidade e sala de aula: um desafio do tempo presente

Pesquisa aplicada em alunos de duas escolas públicas, ambas na região metropolitana do estado do Rio de Janeiro revela que a maior parte dos alunos, apresenta resistência na recepção de temas envolvendo o cotidiano da cultura africana e a tentativa de branqueamento de sua história pessoal. Para pesquisadora tal fato reafirma a perspectiva de que a escravidão deixou uma herança perversa para os descendentes de cativos e ex-cativos: o estigma social vinculado à cor da pele.Leia Mais »

A dialética de exclusão: uma leitura pós-Colonial de “A Última Tragédia”, de Abdulai Sila

Artigo tem como fio condutor a análise literária guineense entrelaçada com o contexto sócio-histórico do país. Parte do conceito de dialética para analisar os processos de exclusão, opressão do colonizador e a resistência do colonizado.Leia Mais »

Um comboio por África: identidade e memória em “As Mulheres do Meu Pai”

Romance do escritor angolano José Eduardo Agualusa, é destaque em análise que busca estabelecer uma discussão metaficcional sobre o próprio ato de narrar eventos reais e fictícios. Leia Mais »

O jogo das referências em dois contos de Agualusa

Obra Manual Prático de Levitação é ponto de partida para análise das influências sofridas pelo escritor angolano José Eduardo Agualusa de territórios diversos como da literatura como Fernando Pessoa, Jorge Luis Borges e Marguerite Duras, da música de Hermeto Paschoal dentre outros. Leia Mais »

A representação hierofânica do rio no romance de Mia Couto

Análise do romance “Um Rio Chamado Tempo, Uma Casa Chamada Terra”, do autor moçambicano Mia Couto, traz evidências de experiências hierofânicas expressas através do Rio Madzimi em que é tradicionalmente atribuído a este um valor especial, notadamente envolto em um ar de sacralidade.Leia Mais »