Ano XI - nº 29  |   fev. 2019   |   ISSN 1983-2354
» OLHARES DOCENTES

A importância da escrita negra

"A potência encontrada em seus textos permite ao leitor embarcar em experiências que, ele não sendo uma mulher negra de periferia, jamais poderia vivenciar. A inserção desses textos em sala de aula ajuda a desconstruir o imaginário imposto a população geral de uma mulher negra animalizada, sensual e infantilizada, não conseguindo tomar suas próprias decisões por estar presa ao determinismo biológico".Leia Mais »

Quilombos urbanos: Integração, resistência e multiculturalismo

"[...] as cidades, espaços urbanos e sociais, marcados pelo racismo rotulam a existência de tais quilombos e marginalizam comunidades que apenas requerem um espaço para viver, praticando os seus costumes ancestrais". Leia Mais »

A literatura de Guiné-Bissau do pós-independência: a abordagem territorial na construção de um sentido de país

"A literatura pós-independência de Guiné-Bissau é marcada por três características principais: a oralidade, fortemente vinculada às tradições ancestrais, a recorrência de uma narrativa revolucionária e a tentativa de criar um sentimento nacionalista". Leia Mais »

Intertextualidade sugerida entre João Maimona e Drummond

"[...] sentimento de inadequação da linguagem à arte aparece tanto em Drummond como em João Maimona e pode ser tema de debate na sala de aula, para o ensino na Educação Básica". Leia Mais »

Identidade quilombola: pelo direito de ser, pertencer e exercer a cidadania plena no Brasil

"O cenário político atual ameaça, por meio de retrocessos legais, os direitos dos remanescentes quilombolas, mas a voz liberta e empoderada não sucumbirá aos algozes".Leia Mais »

A mulher negra na literatura brasileira

"Devemos levar em conta, também, que a história da literatura possui grande relevância como uma precursora da nacionalidade e, por consequência, da construção da imagem dos gêneros, sendo um dos meios de consolidação do poder masculino". Leia Mais »

A EJA no campo das políticas educacionais

"[...] a proposta pedagógica da EJA deve ser contextualizada de acordo com as questões históricas, sociais, políticas, culturais e econômicas de cada educando". Leia Mais »

Pós colonialismo e rupturas femininas: o resgate das mulheres na produção da palavra

"Paulina nega uma tendência feminista e adere a uma escrita intitulada por ela como feminina ao relatar as vivências das mulheres na sociedade moçambicana, na qual uma mulher escrever ainda representa uma ameaça".Leia Mais »

Resistência da mulher negra

"Trabalhando e juntando dinheiro para serem libertadas e libertar seus filhos, quando a alforria passou a ser negociada. Foram também líderes de quilombos e o são até os dias de hoje nas comunidades remanescentes de quilombos". Leia Mais »

A literatura de Guiné-Bissau do pós-independência: a abordagem territorial na construção de um sentido de país

"[...] pode-se inferir, em uma tentativa de aproximação da Literatura com a Geografia de Guiné-Bissau, que esse viés assumido pelos literatos do pós-independência possui uma inequívoca abordagem territorial, na medida em que contempla aspectos que relacionam espaço e poder". Leia Mais »

Identidade negra, currículo e o ensino de Ciências

"[...] há uma necessidade de descolonizar os currículos que ainda continua centrada na visão eurocêntrica, invisíveis para contribuição dos povos africanos na produção de conhecimento". . Leia Mais »

O resgate da memória cultural angolana como um lugar de resistência

"[...] pode-se estabelecer um marco introdutório com a questão da repressão feminina imposta pelo falocentrismo, na figura do homem dominador e até mesmo a repressão religiosa. Ele colocou sua literatura como elemento capaz de dar corpo às questões de luta e resistência, já existentes em tantos movimentos que tentam atenuar as diferenças culturais, concernentes a vários aspectos sociológicos, criadas entre homem e mulher".Leia Mais »

Um estudo bibliográfico e o desafio de uma didática afropensada no cotidiano escolar

"Os territórios das populações negras, como os territórios periféricos, quilombos urbanos e rurais, tem se configurado como uma geografia de resistências, contribuindo na construção de identidades, de ativismo cultural e, sobretudo político". Leia Mais »

Do memorialismo ao empoderamento: Discurso presente nas obras de Paulina Chiziane

"O discurso coletivo em prol da resistência, da luta pelo empoderamento feminino é perceptível nas narrativas assim como os conflitos vividos pelas mulheres vítimas da submissão"Leia Mais »

Pensar nosso cotidiano escolar a partir de conceitos antirracistas

"[...] os saberes que são trazidos pelos sujeitos da EJA precisam dialogar com os saberes produzidos dentro da academia e nos movimentos sociais. Essa tríade tem que ter lugar na escola para que, de fato, o diálogo seja estabelecido de forma horizontal e transformadora". Leia Mais »

A narrativa de Paulina Chiziane: possibilidade de empoderamento e ensino da história e cultura africanaA narrativa de Paulina Chiziane: possibilidade de empoderamento e ensino da história e cultura africana

"[...] nossos alunos e alunas adentram em uma formação sem referência para o enfrentamento ao racismo e construir uma postura de aceitação identitária e empoderamento juvenil. Proporcionar a leitura da obra de Paulina Chiziane na escola, significa efetivar uma lei que possui 15 anos e ainda não foi efetivada no âmbito escolar". Leia Mais »

Tensão na literatura de João Melo

"A literatura de João Melo configura-se como uma resistência, estandarte frente aos novos tempos que se desenham no país, em sua cultura e tradição, onde os narradores amplificam as vozes da periferia e seguem firmes, complexos e fortes".Leia Mais »

Rasuras femininas

"O sistema social moçambicano coaduna com uma repressão violenta e preconceituosa do sexo feminino, chegando até mesmo a imposição de um papel patriarcal no qual os direitos humanos são totalmente burlados". Leia Mais »

História viva dentro da cidade

"Sítio de luta e resistência que se mantêm até hoje, para serem reconhecidos e terem o direito de obter a titulação de sua terra ao autodeclararem sua identidade étnica e se tornando parte de uma história viva dentro da cidade". Leia Mais »

Cultura e identidade moçambicana: Efetivando a lei 10.639/2003

"Conhecer a literatura de uma das contadoras de histórias moçambicanas, proporcionou um suporte importante para a ampliação dos meus estudos sobre a literatura afro-brasileira a partir do conhecimento das tradições africanas e das relações entre identidade racial e identidade nacional". Leia Mais »

Memórias na literatura de Paulina Chiziane

"Ao compor as suas narrativas, a contadora de histórias traz à tona a influência da educação ancestral e os costumes presentes na educação familiar moçambicana, principalmente no que se diz respeito às relações de gênero"Leia Mais »

O Grito do Grito

"[...] a literatura Angolana pode ser utilizada como ferramenta literária para o ensino da história e da cultura africana, conforme prega a lei 10.639/2003, que por sua vez já possui 15 anos de implantada, porém não efetivada por muitas instituições escolares." Leia Mais »

Educação como prática de resistência

"[...] o próprio currículo enaltece a cultura branca e eurocêntrica, sempre destinando os melhores atributos e qualidades a essas pessoas e em contrapartida, desfavorece o importante papel dos negros na sociedade, na economia e na história de construção do Brasil." Leia Mais »

A “estética” da liberdade na voz feminina

"A voz feminina que fala do lugar de amor e guerra constituinte do “eu lírico” de Tavares, está sempre em perigo, pois a cultura hegemônica está à espreita e pronta para aniquilar as manifestações culturais angolanas com a imposição dos tentáculos de suas representações e valores próprios [...]" Leia Mais »

O combate à discriminação racial no ambiente escolar

"Com a promulgação da Lei 10.639/03, o negro passou a ser visto legalmente, como dono de uma cultura e uma história própria, que deve ser estudada." Leia Mais »

Ensino de Ciências e aplicação leis 10.639 e 11.645

"[...] a inclusão digital através do letramento digital, ainda são para muitos professores e gestores públicos um paradigma de difícil execução. Sendo a falta de capacitação, conhecimento das leis e verba para investir em infraestrutura, importantes fatores que dificultam a execução". Leia Mais »

O mito da democracia racial e a necessidade de uma educação dialógica para a construção de sentido acerca dos saberes afro-brasileiros e afrodescendentes no século XXI

"O ensino da história e cultura afro-brasileira e africana no Brasil quase sempre foi tratado nas aulas de História como “da escravidão negra ou africana”. Esquecendo ou deixando de gerar a reflexão necessária, que nenhum ser humano nasce escravo, mas foram e são escravizados por outras pessoas." Leia Mais »

Lócus de resistência: a educação quilombola e perpetuação dos saberes afro-brasileiros

"[...] urge uma tomada de reflexão acerca da educação pública, já que, etnicamente, em sua maioria, é composta por estudantes negros que passam por situações de racismo no próprio ambiente escolar". Leia Mais »

Empoderamento feminino memorial identitário

"Compreende-se que a participação feminina na manutenção da identidade e da memória afro-brasileira nas comunidades quilombolas, envolvem, principalmente, a permanência dos territórios, que pertencem aos quilombolas, por direitos. " Leia Mais »